Poemas

Poema para amigo Newton

 

O amigo Newton Del Nero, pediatra, me escreveu, emocionado, que viu muitas crianças morrendo em seus braços; e que elas se iam sorrindo.

Eu, que nunca vi ninguém morrendo, escrevi este curto poema, em homenagem aos médicos, enfermeiros e cuidadores de todo o mundo, neste triste momento que estamos vivendo.
 
Poema Para o Amigo Newton
 
Morrer sorrindo,
Sorrir morrendo,
Como uma criança,
Sem medo de nada,
Que chega e parte com a mesma
Alegria,
De acordar.,
Renascer.
 
Nagib Anderáos
03/11/2020

Escrito por:  Nagib Anderáos Neto
E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

Fale Comigo

nome:

Newsletter

Receba Nossas novidades


Cadastrar

Siga-me

 

Artigos e Crônicas